Barra de vídeo

Loading...

Bate Papo Com Luiz Syren



O Vocalista Luiz Syren acaba de gravar um disco com sua Banda Syren, intitulado Heavy Metal, um disco pesado e direto que mostra toda a força da banda, merecendo espaço cativo no player de Headbangers de todas as vertentes.

A Banda sai em turnê Sul-Americana pela primeira vez com a nova formação este mês e o Disco será lançado em outubro em grande estilo dia 23/10 no teatro Odisséia, Rio de Janeiro, num evento que unirá a Banda Syren à Statik Majik e Painside.

Neste Bate papo, Luiz comenta as novidades e compartilha suas opiniões sobre interpretação e técnica vocal.



Como se iniciou na música e como se tornou vocalista?

Meu pai foi cantor de rádio, ouvia ele cantando o tempo todo pela casa e tentava imitar aquela voz impostada profunda alá Nelson Gonçalves,Cauby Peixoto e outros, depois de séculos o Kiss me encontrou e de lá para cá eu não pensava em ser outra coisa q não fosse ser roqueiro malvado...rsrs, até que um vizinho q nada sabia de bateria me chamou para ver o " presente " novo, sentei na primeira vez no banquinho e senti q nada seria igual daquele momento em diante, como não tinha ninguém cara de pau para cantar eu acabei acumulando as duas funções...Ser vocalista foi fácil, eu tinha q escolher ser batera ou vocalista, como o equipo da batera era super caro não foi difícil a minha escolha..ahhahah


Quais foram seus principais mestres ou acontecimentos que mais
contribuiram para o desenvolvimento de seu estilo?

Nossa, minhas influências vem de vários estilos dentro e fora do metal, como Soul e Funk music, Rock n Roll como Bill Halley, Stones, Jerry lee Lewis, Little Richard e etc... O mais engraçado q minhas maiores influências são o Tom Araia do Slayer e o Blackie Lawless WASP, acredite se quiser, se eu canto hj é por causa desses caras, claro q tem também os apoios do Bruce, Dio, Geoff Tate e etc...


Como é sua rotina de cuidados vocais, tanto no dia-dia quanto na estrada?

Nunca ficar de ressaca...ahhaha
Faço aquecimento e desaquecimento SEMPRE , bebo tudo em temperatura
ambiente, faço exercícios aeróbicos para resistência e fôlego quando vou tocar por um determinado tempo.

A maior parte das canções do novo álbum foram compostas por você em
parceria com o baixista Bruno Coe,
Como funcionou esta parceria?

Na verdade a parte instrumental ficou a cargo do Bruno Coe ( baixo )e o Alex Macedo, guitarra ), a parte de voz fica (como prefiro) por minha conta, claro com uns toques do Bruno às vzs..rs
Adoro fazer melodias, tudo q você escuta q eu gravo nasce de improvisos; na hora da execução, escuto o instrumental uma vez e em seguida já nasce tudo; parte A , pré, o refrão , dificilmente mudo alguma linha, se eu fosse pegar as melodias perdidas daria para gravar várias músicas....rs


Você considera fundamental destes papéis complementares entre parceiros de banda na hora de compor e desenvolver um trabalho?

Não é uma regra, mas, sim acho ótima essa troca de idéias, afinal cada
um tem a sua bagagem e o mix delas tornam as coisas interessantes,
claro q tudo dentro dos limites, dentro da aceitação de cada um em seu
respectivos instrumentos.


Você me contou que o conceito das letras do disco gira em torno da
superação de dificuldades e de manter-se focado.Falando em técnica vocal e interpretação, ou mesmo em carreira musical,que fatores você considera que vieram naturalmente e quais na suaopinião demandaram experiência/treinamento/paciência para umdesenvolvimento mais pleno?
- Todos para se desenvolverem precisam de treinamento / paciência,a experiência é o acumulo adquirido com o passar do tempo quando se realiza os dois primeiros..:)


Considera a interpretação de canções próprias e de covers elementos
complementares no desenvolvimento interpretativo de um músico?

- Covers para mim são apenas para desenvolvimento técnico mesmo,
porque a parte da interpretação fica a cargo da compreensão da letra
ou da história contada ali, tipo, se você passou por algo que te remeta ao que esta escrito.
Músicas próprias essas sim são o resultado final de tudo q você tem na
bagagem, essa que vale a pena ser músico/ artista.



Dúvidas sobre expressão de agressividade e drive são frequentes nos
estudantes de canto que cantam Metal, especialmente em torno de comofazê-lo sem detonar as cordas vocais. Este novo trabalho mostra quevocê manja dessas técnicas, inclusive há trechos de vocal gutural nodisco, então gostaria que você comentasse um pouco como se deu odesenvolvimento dessas técnicas pra você e compartilhasse algumaspalavras que ajudem quem está correndo atrás de desenvolver isso
- Vamos colocar o canto Gutural como os exercícios de musculação, vc tem que fortacer a musculatura do aparelho fonador treinando diariamente, mas, claro que vc precisa saber a respiração correta do canto e começar de leve, afinal ninguém chega em uma acadêmia levantando 100 kilos nos primeiros dias...rs, muito dos vocalistas que cantam o gutural por anos, suas vozes faladas ficam grossas e com rachaduras e a cantada perde o ' punch " do ínicio isso o ocorre porque o canto gutural é realmente brutal para os não sabem nada de apoio e etc...


Fale mais um pouco sobre sua experiência com o aprendizado do Drive:


Quando comecei a cantar eu usava o tempo todo Drive e isso fazia com q perdesse minha voz nas partes limpas e o meu punch também depois de um certo tempo, comecei a perceber q usava minha garganta como válvula e isso fazia minha pregas vocais viverem sobre pressão, com o tempo fui notando que jogando o ar para barriga a força sobre minha garganta era menor, mas,mesmo assim notava q algo ainda estava errado..até q fui procurar especialistas no assunto voz e eles me indicaram tomar aulas de canto para não ter problemas com meu aparelho fonador, problemas de refluxo e etc , isso fez toda a diferença , porque nas aulas eu percebi o q estava errado, como por exemplo fazer o apoio apenas na barriga invés do diafragma, pois o canto no rock assim como no lírico é muito extremo e etc.. consegui me desenvolver muito mais rápido e seguro com as aulas q tomei.



Quais são os pontos fortes das novas canções que serão lançadas no
disco "Heavy Metal"?

- O ponto principal não só das músicas novas como o álbum em sí, é esse mix do novo com o antigo, só q sem cair para aquela lado New Metal do estilo, apenas misturar o feeling old school com a tecnologia e riffs da nova escola.

Gostaria que você compartilhasse algumas de suas mais preciosas dicas com os leitores, de voz, carreira ou do que mais você quiser.


- Primeiro de tudo é se perguntar o que realmente quer ser em termos
de cantor / artista?

Estudar : Arrumar um bom professor que desenvolva a sua respiração, apoio e diafragma, Sempre aquecer e desaquecer a voz depois de usá-la no canto e cantar sem moderação, quanto mais você canta mais se desenvolve, claro q sempre da maneira certa...rs

Comer : Evitar os derivados do leite q provocam a produção do muco nas pregas vocais, ao contrário do que falam por aê isso é um veneno para qualquer estilo, dentro disso eu falo também q muita gente dá dicas
estranhas e até mesmo bizarras sobre o q comer ou beber para cantar muito cuidado com isso, procurem sempre uma pessoa com experiência, acontece que as dicas às vezes não fazem um estrago maior por que a
maioria q as seguem não tem uma carreira continua de shows ou uso intenso da voz, sempre sofrem, mas, tem um tempo enorme para se recuperarem, já as q tem o uso continuo sugiro procurar um ESPECIALISTA ou ALGUÉM EXPERIENTE para tirar suas dúvidas.


Quando você fala em dicas bizarras, está se referindo a por exemplo o
que se ouve por aí sobre tomar mel, mastigar gengibre ou comer maçã antes de cantar?
Mel é legal para a garganta de quem está resfriado, mas tomar mel
antes de cantar é dar um tiro no pé!

Sim,sim exatamente isso...Eu apenas apoio a maçã e um bom chá de romã..hahaha, por ser Adstringente, eles reduzem a secreção da mucosa ( muco )fica a dica para quem gosta de cantar limpo: reduza a mucosidade da garganta , o resto não tem meu voto..rsrs



O que não fazer : Eu sempre falo q isso depende do desenvolvimento muscular ou orgânico de cada um apenas não faça nada q o corpo reclamar, se fumar detona sua voz, não fume, se beber faz o mesmo , não beba, mas, se você sente q pode fumar ou beber uma quantidade q consiga manter sua voz em cima esta liberado, apenas respeite os seus limites, porque o fumo e a bebida alcólica são realmente prejudiciais as pregas vocais, então muito calma nessa hora..rsrs

Como lidar com a banda: 5 caras focados em desenvolver da melhor forma possível um trabalho, essa é a banda dos sonhos e eu faço parte de uma assim q se chama Syren, então não é complicado, mas, sei o qnt é
desgastante não ter isso..meu conselho é mesmo q demore um pouco arrume as pessoas certas para o trabalho, digo certas não só pela técnica em si, mas, com a disponibilidade de tempo, prioridades, disposição para ir para a estrada, q cumpra as agendas da banda e etc..

Dica de carreira : Se o seu trabalho não o diverte mais, MUDE , vc está no lugar errado...;)

Dicas de beleza: Não sei nenhuma, se soubesse seria bonito..ahahahhaha


Obrigada Luiz, Altas dicas! faça suas Considerações finais :

Ana Clara Lima e Luiz Syren, foto de Cíntia Ventania
- Muito Obrigado Ana por esse ótimo bate papo, espero que vcs curtam a Syren, espero encontrá-los pela estrada e escutar os gritos insanos de vcs se juntando aos nossos...:)

Syren no Reverbnation
Syren no Myspace
Facebook Page Syren 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários